TRANSCENDÊNCIA.

Minha foto
Meu nome completo é Ivone Henriques Sato, sou casada e feliz por ter encontrado o amor em minha Vida com "V" MAIÚSCULO,como costumo dizer e escrever, aqui deixo meus pareceres sobre a Vida, minha linda e amada Vida que ganhei de presente. Sim, de presente, viver é mesmo um lindo presente, portanto agradeço imensamente, principalmente aos meus familiares queridos, meu casal de filhos, casados, felizes, meus netos amados, dois lindos casais, hoje estão ficando adolescentes, eu, ah, sou uma sexagenária feliz da vida!!!

sexta-feira, 30 de setembro de 2016

PEGUE, MAS DESAPEGUE SE PRECISO FOR, COM A MESMA NATURALIDADE!

Quem percebe e repara em sucessos de pessoas em todos os campos de profissão que estão no ápice, verão que muitos entram em seus empreendimentos sem apegos, indiferentes ao aparente sucesso, pois o apego é bom, mas é preciso também praticar o desapego, é comum ouvirmos que nem pensavam que chegariam a tanto, que iriam tão longe. Isso acontece porque o que nos faz vencer é mesmo a mente leve, fazer o que se tem de fazer sem esperar resultados, isso permite que a Vida circule e beneficie a maior quantidade possível de pessoas. Treinar as pessoas para o desapego é o melhor que se possa fazer, nem tudo o que consideramos nosso o é na verdade, mas a mente apegada acha que tudo lhe pertence, foi conquistado e jamais poderá lhe ser tirado, sem maldades nisso, apenas questão de educação, educar para desapegar, eis o que poderia mudar os conceitos de felicidade e posse. Questão mesmo de estar em paz, fazer o que se tem verdadeiro prazer, pois em tanta busca por felicidade em forma de bens materiais nem sempre são tão satisfatórios assim, sei que é preciso estar bem, confortável, com chances de escolhas, pois o sucesso nos dá isso, chances de escolhas, dinheiro é bom, é energia, é preciso tê-lo, mas é de bom tom fazer bom uso dele, sem exageros com bens materiais que nem sempre damos conta de usufruir, é nesse sentido que digo, pegue, mas se preciso for desapegue com a mesma naturalidade!

Ivone

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

"Meu Ideal Seria Escrever..."

"Meu ideal seria escrever uma história tão engraçada que aquela moça que está doente naquela casa cinzenta quando lesse minha história no jornal risse, risse tanto que chegasse a chorar e dissesse -- "ai meu Deus, que história mais engraçada!". E então a contasse para a cozinheira e telefonasse para duas ou três amigas para contar a história; e todos a quem ela contasse rissem muito e ficassem alegremente espantados de vê-la tão alegre. Ah, que minha história fosse como um raio de sol, irresistivelmente louro, quente, vivo, em sua vida de moça reclusa, enlutada, doente. Que ela mesma ficasse admirada ouvindo o próprio riso, e depois repetisse para si própria -- "mas essa história é mesmo muito engraçada!". Que um casal que estivesse em casa mal-humorado, o marido bastante aborrecido com a mulher, a mulher bastante irritada com o marido, que esse casal também fosse atingido pela minha história. O marido a leria e começaria a rir, o que aumentaria a irritação da mulher. Mas depois que esta, apesar de sua má vontade, tomasse conhecimento da história, ela também risse muito, e ficassem os dois rindo sem poder olhar um para o outro sem rir mais; e que um, ouvindo aquele riso do outro, se lembrasse do alegre tempo de namoro, e reencontrassem os dois a alegria perdida de estarem juntos. Que nas cadeias, nos hospitais, em todas as salas de espera a minha história chegasse -- e tão fascinante de graça, tão irresistível, tão colorida e tão pura que todos limpassem seu coração com lágrimas de alegria; que o comissário do distrito, depois de ler minha história, mandasse soltar aqueles bêbados e também aqueles pobres mulheres colhidas na calçada e lhes dissesse -- "por favor, se comportem, que diabo! Eu não gosto de prender ninguém!" . E que assim todos tratassem melhor seus empregados, seus dependentes e seus semelhantes em alegre e espontânea homenagem à minha história. E que ela aos poucos se espalhasse pelo mundo e fosse contada de mil maneiras, e fosse atribuída a um persa, na Nigéria, a um australiano, em Dublin, a um japonês, em Chicago -- mas que em todas as línguas ela guardasse a sua frescura, a sua pureza, o seu encanto surpreendente; e que no fundo de uma aldeia da China, um chinês muito pobre, muito sábio e muito velho dissesse: "Nunca ouvi uma história assim tão engraçada e tão boa em toda a minha vida; valeu a pena ter vivido até hoje para ouvi-la; essa história não pode ter sido inventada por nenhum homem, foi com certeza algum anjo tagarela que a contou aos ouvidos de um santo que dormia, e que ele pensou que já estivesse morto; sim, deve ser uma história do céu que se filtrou por acaso até nosso conhecimento; é divina". E quando todos me perguntassem -- "mas de onde é que você tirou essa história?" -- eu responderia que ela não é minha, que eu a ouvi por acaso na rua, de um desconhecido que a contava a outro desconhecido, e que por sinal começara a contar assim: "Ontem ouvi um sujeito contar uma história...". E eu esconderia completamente a humilde verdade: que eu inventei toda a minha história em um só segundo, quando pensei na tristeza daquela moça que está doente, que sempre está doente e sempre está de luto e sozinha naquela pequena casa cinzenta de meu bairro."

Rubem Braga

Que linda e leve leitura, bem do meu agrado, ah, como eu também queria poder escrever uma história de pura alegria,que contagiasse todo mundo, que levasse o riso, o bom riso que cura a alma e o corpo!
Identifiquei-me com o escritor, aqui deixo para quem também, assim como eu, gostaria de escrever assim!
Ah, como eu gostaria,rsrs, riam, mesmo sem a história do escritor e sem a minha!
Façam como os adeptos da seita Seicho-No-Ie, eles praticam a teoria do riso, riam sem motivos e logo perceberão que não conseguirão parar e quem sabe haja algumas pessoas para se surpreenderem e rirão também, é assim, já pratiquei, muito bom, rir faz bem ao coração!

Ivone

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Confiar nas sensações, sejam elas boas ou ruins, não podemos nos enganar a nós mesmos!

Acredito que está tudo bem mesmo que todas as circunstâncias nos mostrem o contrário, mesmo porque minha alma sensitiva percebe e assim decide, não podemos nos entregar aos fatos que nos deixam em estado constantes de aflições, mesmo porque cada ser tem a sua própria vida para ver, rever, cuidar, planejar, seguir com os intentos, isso é preciso, não há como fugir, não há, se for preciso temos de protestar, nos fazer ouvir por mais difícil que nos pareça! 
Muitas vezes somos surpreendidos com pensamentos aleatórios de desânimos, mas isso, eu quando os tenho, os afasto com a alegação de que são energias negativas vindas de fora, nada meu, assim respiro fundo e faço a substituição, digo com veemência que viver é mesmo assim, desafios sem fim. 
Amo viver bem, sentir-me bem, compartilhar então, nossa, fico muito animada quando posso ajudar, mas não fico a procurar, nada disso, não procuro pessoas em estados ruins para eu me fazer de bondosa para ajudar e sentir-me vaidosa, isso nunca, não me meto nas vidas das pessoas, nem nas vidas dos meus amados, meus familiares, pois eles são individuais, precisam seguir em frente com os propósitos que escolheram. 
Confio em minhas sensações, meus amigos espirituais estão sempre por perto, me ajudando a ajudar, mas é exatamente por eu ter essa crença de que nada é por acaso e quando se vê coisas que não dá para entender é melhor deixar o tempo correr. 
Minhas boas sensações, ou mesmo as ruins, ah, sem elas nada sou, nada faço, nada tenho, minhas experiências são minhas ótimas guias, assim jamais me engano! 
Confiar nas sensações, sejam elas boas ou ruins, não podemos nos enganar a nós mesmos!
A Vida cuida, se não fosse assim nem estaríamos mais por aqui, mesmo a Morte, que faz parte da Vida, é providencial, Ela existe, Ela é real, só os animais irracionais não sabem disso, pois para tudo há que ter um motivo!

Ivone

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

"Toda a poesia - e a canção é uma poesia ajudada - reflete o que a alma não tem. Por isso a canção dos povos tristes é alegre e a canção dos povos alegres é triste." Fernando Pessoa

Tudo é reflexão, viver é aprender todo o dia e a cada dia novas experiências nos vêm mostrar que não podemos desanimar!
Como já disse e quero sustentar, em minhas experiências de vida, que são boas para mim, me mostram caminhos intuitivos, nem sempre tenho inspiração, aí vem aquela "voz" e me mostra como posso chegar a poder escrever sem me embaraçar, sem medo de fazer feio, ou até mesmo de passar por alguém que quer de qualquer jeito impressionar!
Quando digo que em minha vida tudo me foi de facilidades, nem é para mostrar vantagens, mas é por eu estar sempre centrada, pois tudo é por disciplinas, aprendi isso em toda a minha vida.
Aqui gosto de prosear, lá no outro blogue gosto de poetizar, o "Poemas Sem Peias", tal qual minha vida, mesmo sendo disciplinada, não me prendo as coisas convencionais, acho que cada um de nós tem seu livre arbítrio exatamente para isso, igualdade há sim, mas somente diante das leis e diante da Vida.
A poesia, ela nos dá a evasão dos sentimentos, alguns alegres, outros tristes, os contrastes também existem!

Ivone.

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Depressão, uma doença pior que todas as outras...

Os animais vivem em harmonia total com a natureza, o homem como tem capacidade de transcender ao seu ambiente pelo fato de ser racional, extrapola a realidade e assim pode destruí-la ou recriá-la, portanto em muitas partes do planeta, onde o homem tem acesso, muitas delas estão no limite, isso só faz sofrer ao homem, pois os animais não têm essa consciência, pois é, sofremos duplamente, com a razão de se saber mortal e com a de que ele irá morrer em consequência dos seus atos! Mortes lentas, isso é que é pior, pois já perdemos a harmonia da vida natural já faz muito tempo! Quando durmo e sonho literalmente, me sinto indo em lugares que para mim parecem extraordinários, nunca vistos antes, alguns até me parecem familiar, acordo e sinto uma vontade enorme de voltar ao sonho, mas o jeito é continuar por aqui e pensar, só posso pensar em minha Vida, em como ajudar e contribuir nem que seja pouco, mas se todos pensassem e respeitassem as leis naturais da vida iriam fazer cada qual a sua parte. O maior problema é a sensação de desamparo e fraqueza, ter de tomar decisões, achar alternativas, encontrar um caminho, orientar-se no mundo e assim entrar em uma nova relação com ele. Acho que é por isso que a ansiedade está tomando conta das almas das pessoas e se não cuidarem em tempo irão desenvolvendo algo muito mais grave, a depressão, uma doença pior que todas as outras, pois se se depreciam se deixam de se cuidar, outras doenças graves virão se somar, assim por diante... Hoje estou escrevendo algo não tão otimista assim, mas é a pura realidade, essa que nem todos querem ver, mas é preciso se pensar nisso e quem sabe ainda há tempo de se fazer algo para mudar esse triste quadro?! Quem sabe?! 

Ivone

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

GRANDES EMOÇÕES, ESSAS SÃO AS QUE DEFINEM NOSSAS VIDAS!

Emoções experimentadas são muitas vezes confundidas em nossas vidas com o que somos, pois são tantas que experimentamos no decorrer do tempo! O que é real, ou ilusão? 
Nem sempre sabemos, pois emoções são mesmo assim, servem para nos conhecermos a nós mesmos, independe da inteligência, pois é, independe mesmo, muitas vezes cometemos erros que até confundimos com "burrice", é mesmo assim, ficamos a nos auto agredir dizendo a nós mesmos como fomos "burros" em termos caído no engodo do que nos colocou a emoção! 
Eu muitas vezes me deixo levar por emoções, faço tudo por impulso, mas depois de algum tempo percebo que fui mesmo precipitada, penso muitas vezes que as pessoas são como eu, pois é, a gente sempre acredita naquilo que se é, eu acredito no bem, no amor, na alegria, portanto daqui pra frente vou ser um pouco mais exigente! Comigo é claro!
O intelecto observa a objetividade e o emocional é visceral, nos leva até quase sempre às últimas consequências nem sempre boas, nem sempre! Tanto é verdade que somente nos lembramos muito bem de tudo o que percebemos por fortes emoções, pois sendo assim acho até que o melhor mesmo é nos deixar levar pelas emoções, nem importa quais, não é mesmo? 
Então vivamos as grandes emoções, essas que são as que definem bem nossas vidas!

Ivone

domingo, 11 de setembro de 2016

SE ESTÁ TUDO BEM É POR EU ESTAR NO BEM!

Sempre procurando entender a vida, eis o meu maior objetivo, pois é observando, vendo e percebendo o que acontece em minha volta e com as pessoas que estão em contato comigo, se estamos no mundo e na vida é por haver algo de bom ainda para se aprender, eu amo aprender, cada coisa nova registro em meu cérebro, tenho um bloquinho que anoto algumas coisas boas e importantes para poder desenvolver por aqui e prosear com você. 
Tudo tem seu tempo e sua hora, mas às vezes é preciso dar um empurrãozinho, eu vivo dando empurrões em minha vida para poder deslanchar e o que percebi é que só deslancha se eu deixar tudo o que me prende para trás. 
As pessoas são atraídas por energias, sendo assim, as que se aproximam de mim estão em sintonia com as minhas boas energias, adoro perceber isso, tanto que sempre procuro estar de bem comigo, pois só assim é que tudo corre de acordo com o que amo, poder rir, sorrir, conversar, ouvir, sentir! Viver sem muitas ilusões, assim a vida anda e quando nos iludimos ficamos presos, aprendi com experiências próprias, já confiei, já me iludi em relação às pessoas, hoje não mais! 
Aprendi! Pelo menos aprendi para mim, pois se as coisas andam bem para mim é por eu estar no bem, se andar mal aí me ponho a pensar no que estou errando, afinal... 
É assim, eu e todos nós somos responsáveis por nossos atos e por todas as coisas boas ou ruins que nos acontecem!
Amo viver, nunca deixo nada me fazer perder o sabor da Vida, essa assim com "V"!

Ivone